Arquitetura: Parques

Acesse o menu de Arquitetura e aprecie o seu conteúdo.

Colunistas:

Conheça nossa equipe, saiba sobre o que cada um escreve em suas colunas.

Cursos:

Várias Vídeo Aulas com cursos de graça para você aprimorar o seu desenho.

Arquitetura: Eventos

Lista de diversos eventos relacionados com Arquitetura.

Sketchup Plugins

Turbine o seu Sketchup com os diversos plugins.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Término! Obrigado a todos!


Vou descontinuar o blog ta galera, é um dos projetos que não vou seguir por enquanto, vou focar em outras coisas.
Vou deixar ele no ar pelo conteúdo que já tem e etc.
Depois devo atualizar os cursos e etc, mas o projeto do blog em si, não vou mais.

Obrigado a todos que ajudaram, e que participaram, foi bem interessante.
Sucesso!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Arquiteto, engenheiro, decorador?


De acordo com a Lei 5.194 de 25 de Dezembro de 1966 e pela resolução 218 de 29 de Junho de 1973 do CONFEA - Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, na área das edificações urbanas tanto o Engenheiro quanto o Arquiteto tem as mesmas atribuições profissionais.


Segundo o arquiteto Gilmar Lima, a atuação do arquiteto é mais humanista e interpretativa das necessidades e atividades humanas que a engenharia, e pode se iniciar antes mesmo da elaboração de um projeto, pois sua assessoria já se inicia na detecção de necessidades e carências, escolha do terreno, a supervisão dos serviços preliminares e planejamento. Na nossa ótica um depende de outro, e ambos possuem uma importante e distinta função social, mas deveriam ter suas atribuições mais próximas de suas formações profissionais, amparadas por lei.


O arquiteto e urbanista tem exclusividade para trabalhos relativos a planejamento urbano e regional, monumentos e patrimônio cultural, enquanto o engenheiro o tem para obras relacionadas à infraestrutura (estradas, pontes, portos etc.).


Agora, compare a grade curricular de cada curso (tendo como base minha cidade, Santa Maria RS):


Arquitetura & Urbanismo - 6 anos na UFSM e 5 na Unifra, peguei a grade da Unifra - http://www.unifra.br/cursos/disciplinas.asp?curs=32&grad=Arquitetura%20e%20Urbanismo&endereco=arquitetura



Decoração - tem cursos de 2 meses e até de 4 anos. Organiza os ambientes estéticamente (estes não podem modificar partes estruturais do edifício sem consentimento de um profissional da construção civil). Segundo o MEC, sem currículo aprovado.



Fica claro, então, que arquiteto não é decorador e nem, muito menos, engenheiro frustrado. Ele calcula, lê milhares de normas e não simplesmente faz um desenho e entrega um rabisco na mão do engenheiro para que este resolva tudo como prega o pensamento popular.


Se quiser fazer arquitetura porque desenha bem, então acho melhor você ir para o curso de artes!



Té a próxima, gurizada!


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Restauro & Patrimônio: qual o limite?

Oi, gurizada! Hoje escolhi um assunto que muito me agrada: Restauro e Patrimônio Histórico. Não foi uma escolha aleatória, mas algo que estava guardado desde que inauguraram o Shopping Independência na cidade de Santa Maria, RS, onde eu moro.

Explico. O shopping reúne o comércio informal da cidade que foi retirado do canteiro da Avenida Rio branco, principal avenida do centro histórico, e funciona onde antes era o antigo Cine Independência.

Histórico do Edifício
O Cine-Theatro Independência foi inaugurado em 15 de agosto de 1922, na praça Saldanha Marinho, com capacidade para 2 mil pessoas. Era de propriedade do Sr. João Correa Pinto e projeto do arquiteto Theo Wiederspahn. O cine sofreu muitas mudanças com o tempo, mas a maior foi em 1956, quando teve sua fachada refeita no estilo de um movimento arquitetônico chamado Art Nouveau, com características modernistas.

Fachada Original do edifício. Fonte: Edmundo Cardoso
Fachada modernista
Antes parasse por aí. Mas não. Alguém resolveu que deveria fazer um "restauro" na edificação e voltar à fachada original. Quem entende um pouco de Restauro deve saber que não se pode chamar de fachada original algo que foi posto à baixo e foi recriado a partir de uma aproximação fotográfica ou do projeto original.
Por que não criar uma fachada contemporânea e mais adequada ao momento atual da arquitetura? Um memorial dentro da edificação que mostrasse o histórico do edifício? Por que copiar e tentar recriar a fachada original do prédio conseguido através de fotografia, plantas originais.. que seja?


Como restaurar o que não existe?
Não seria melhor opção a demolição do prédio, então? Eis o final result:


Feito meu desabafo, aí vai um projeto feito adequadamente de transformação e restauro do Cine Marabá que começou a funcionar nos anos 40 e fechou em 1991. O projeto é de Ruy Ohtake e Samuel Kruchin. Para ver detalhes clique aqui!
original


restauro


"O projeto serve para mostrar que a revitalização do centro só poderá existir por meio da cultura. Espero que seja um passo importante para a região retomar sua importância". Ruy Ohtake

Cuidemos do imaginário de nossas cidades!

Até a próxima!


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Bê a ba da cerâmica.

segunda parte:

São denominados barros magros os que partem com facilidade quando trabalhados, e barros gordos os que possuem mais maleabilidade-plasticidade.


Deve-se notar que os trabalhos com argila não propiciam resultados imediatos. As etapas são sempre demoradas. Calma e paciência são qualidades que todo ceramista deve ter.


As argilas são colocadas à disposição dos consumidores na forma líquida, em pó e na mais usual - a forma plástica.
Hoje em dia existe no mercado uma variedade enorme de argilas prontas embaladas em blocos, pesando cerca de 10 quilos, algumas até trazidas do exterior, cada uma com características próprias de usos e aplicações.

Argila para ser trabalhada tem que estar úmida, maleável. Se for acondicionada num invólucro de plástico grosso, hermeticamente fechado, sua conservação se dará por longo período de tempo. Aberta a embalagem, a argila deverá ser mantida envolta em plástico e armazenada em recipiente fechado e em lugar fresco. Se isto não ocorrer seu endurecimento se dará em pouco tempo, dificultando seu uso e manuseio.


Caso a argila endureça ela pode ser reciclada sem que perca suas características originais. Para tal deixa-se secar completamente e, em seguida, coloca-se o material, quebrado em pequenos pedaços, num recipiente, cobrindo-o com água. Após alguns dias, a massa resultante, já completamente amolecida, pode ser posta para secar sobre uma placa de gesso ou de madeira. No entanto precisa ser bem amassada para ficar novamente pronta para o uso.
A reciclagem de grandes quantidades pode ser feita com um equipamento chamado Maromba.

Argila rara.

Descoberta, no Maranhão, argila rara que corrige acidez do solo

O secretário de Estado de Minas e Energia, Ricardo Guterres, recebeu do presidente da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Manoel Barretto da Rocha Neto, conclusões parciais de pesquisa que indica a existência no Maranhão de uma argila considerada preciosa e rara.

O resultado preliminar da investigação técnica, que será concluída no final deste ano, foi apresentado a Guterres durante reunião, realizada este mês na sede da Companhia, no Rio de Janeiro. Participaram do encontro, o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Fernando Fialho, e o diretor de Relações Institucionais e Desenvolvimento, da CPRM, Antônio Carlos Bacelar Nunes.

A pesquisa foi realizada por cientistas da CPRM, órgão do Ministério de Minas e Energia. A existência do mineral na Região Tocantina já está comprovada. Faltam apenas serem fechados detalhes em termos de mapeamento que serão totalizados até dezembro.

A argila encontrada tem propriedades físico-químicas, o que a torna propícia para corrigir a acidez de terras que podem, desta maneira servir para plantio. Pesquisadores em agropecuária consideram-na a redenção para garantir produtividade a áreas inóspitas do cerrado. “Essa argila ajuda a impedir a lixiviação do solo”, afirmou Manoel Barreto.

Durante a reunião, eles analisaram propostas de exploração sustentável dos recursos minerais e hidrogeológicos do Maranhão, inclusive o da argila encontrada na Região Tocantina.

“A Secretaria de Minas e Energia está trabalhando em parceria com o governo federal, por meio do Ministério de Minas e Energia, e com as prefeituras e o setor privado, conforme diretriz estabelecida pela governadora Roseana Sarney”, explicou Ricardo Guterres.

O secretario de Minas e Energia recebeu de Manoel Barretto o recém-lançado “Atlas de Rochas Ornamentais da Amazônia Brasileira” com as informações sobre o potencial mineral maranhense. O documento, que é resultante de uma pesquisa técnica, apresenta 88 materiais avaliados e catalogados nos Estados do Maranhão, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Do total, 75% não têm registro anterior e podem vir a ser explorados em empreendimentos mineroindustriais. Fernando Fialho lembrou que mapeamentos como esse são importantes para atrair potenciais investidores.

A CPRM tem atribuições de Serviço Geológico do Brasil. Sua missão é gerar e difundir o conhecimento geológico e hidrológico básico necessário para o desenvolvimento sustentável do Brasil. Atua nas áreas de levantamento geológico, geofísico, geoquímico, hidrológico, hidrogeológico e de informações para gestão territorial. Opera, também, na gestão e divulgação de informações geológicas e hidrológicas.

Fonte: Portal do Maranhão

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Artlantis 4

Artlantis 4 - Finalmente Saiu

Versão Demo

Quality Improvements

Performance Improvements


Productivity Improvements


iVisit 3D Panoramas

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Bê a ba da cerâmica.


Cerâmica é a argila (barro) que queimada em forno torna-se dura e pouco quebradiça. Os seus principais elementos constitutivos são a sílica e o alumínio.

Há milhares de anos já se faziam objetos de argila. A Cerâmica é uma atividade que mantém inalterável, até hoje, os seus principais fundamentos :obter a argila, moldar, secar e queimar.

São inúmeros os tipos de argila existentes. Algumas são usadas para confeccionar telhas, tijolos, manilhas, vasos de plantas etc; outras para confeccionar pisos, azulejos,objetos etc; outras para a chamada louça branca usada principalmente em banheiros- pias, vasos sanitários etc; e outras para a chamada cerâmica artística - artesanal - objetos utilitários, objetos decorativos, esculturas etc

A argila existe em toda superfície terrestre. Alguns tipos são encontrados a céu aberto e outros em minas subterrâneas.
A argila quando retirada da natureza geralmente contém corpos indesejáveis, impurezas, e por isso necessita ser beneficiada através de processos mecânicos e químicos. Se for conveniente podem ser acrescidos ou retirados elementos de sua composição para usos específicos e regular sua plasticidade (ocorrência de rachaduras e esfarelamento).

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ExpoRevestir 2012.


A Fashion Week da Arquitetura e Construção - 06 a 09 de Março de 2012 - 10ª edição - Transamerica Expo Center - SP - Brasil - 10h às 19h

http://www.exporevestir.com.br

Exposição em Santa Maria - RS.

Exposição de cerâmica mostra interpretações conceituais do barro PDF Imprimir E-mail
Por Raul Kurtz Cezar (da Redação)
27 de setembro de 2011

expo_ceramica1_anacarolina.jpgA partir desta terça-feira, 27 de setembro, até 13 de outubro, realiza-se na Sala de Exposições Angelita Stefani, no Conjunto III, prédio 14 da Unifra, a exposição Cerâmica, mostra do grupo de pesquisa em variações e diferentes interpretações conceituais do barro.

expo_ceramica3_anacarolina.jpgA mostra faz parte do projeto Uma proposta de possibilidades estéticas e funcionais entre as linguagens do design e da cerâmica, da professora e coordenadora do curso de Design, Círia Moro. O projeto visa à criação de produtos inovadores oriundos da fusão da cerâmica com outros materiais naturais e o metal, para, assim, resgatar uma “identidade perdida” pelos produtos industrializados.

expo_ceramica4_anacarolina.jpgA exposição conta com obras de Laudete Balestreri, Graça Garcia, Emerson Dantas, Fabiane Culau e da própria Círia Moro. Além disso, estão expostos também trabalhos desenvolvidos pelos alunos da disciplina optativa de Cerâmica, ofertada pelo curso de Design da Unifra.

Fotos: Ana Carolina Grützmann da Silva (Laboratório de Fotografia e Memória)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Evento: 1º Arq!Tour Curvas da Favela de Heliópolis

Apps: iOS: SightSpace 3D (Sketchup)

Apps: iOS: SightSpace 3D (Sketchup)


SightSpace 3D
TAMANHO: 0,6M 
PREÇO: $14,99


SightSpace ™ 3D permite a visualização de modelos Google SketchUp ™ em aparelhos móveis como celulares e tablets da Apple.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Apps: Android: AutoCAD WS

Apps: Android: AutoCAD WS



AutoCAD WS
TAMANHO: 5,8M 
PREÇO: Gratuito


Acesse seus desenhos CAD em qualquer lugar com seu Celular ou Tablet Android.

Sketchup Plugins: Toggle Units

Sketchup Plugin Toggle Units
por
Matt666
Este Plugin é simples de explicar, ele lhe permite mudar rapidamente as unidades do desenho através de uma barra.
------------------------------------------------------------------------
Instalação:
------------------------------------------------------------------------
• Toggle Units é grátis, você pode baixá-lo aqui.
• Para instalar, basta extrair o arquivo na pasta Plugins.
(Ex.: C:\Arquivos de programas\Google\Google SketchUp 8\Plugins)
------------------------------------------------------------------------
Como Funciona:
------------------------------------------------------------------------
O Plugin vai habilitar no menu Plugins e no menu View/Toolbar a opção Toggle Units:

------------------------------------------------------------------------
A Barra:

Para mudar os botões da barra, use a opção Toolbar manager do menu acima:


Você pode escolher os botões que quer na barra:
------------------------------------------------------------------------
Link do lugar original:

Vídeos: Google Sketchup 3D Basecamp 2008 e 2010

Olá Pessoal, estive ausente durante um período, pois surgiram muitos trabalhos com certa urgência, e praticamente não tive tempo de nada, mas agora estou voltando, e já devo fazer a última aula do Curso de Planta Humanizada.
Deixo como post, algo já antigo, mas ainda não constava aqui no blog, que são os vídeos do 
Evento 3D Basecamp do Google.



Neste site de 2008, existe um conteúdo muito grande de vídeos, dicas bem interessantes.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Abertura de fornada.





Saiba mais sobre o NOBORIGAMA ateliesj@uol.com.br

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Cinema de Cerâmica.

Inhotim promove Mostra de Cinema de Cerâmica


08/09/2011

Um festival que reúne registros da produção de cerâmicas e esculturas em vídeos-documentários será realizado nesta sexta (09) às 13h, no Instituto Inhotim. A Mostra de Cinema de Cerâmica 2011 faz parte de uma parceria da diretoria de Inclusão e Cidadania do Inhotim com a Cerâmica ArteMinas, instalada em Brumadinho (MG), e tem o objetivo de promover o desenvolvimento do turismo na região de Brumadinho, um dos pólos de artesanato de Minas Gerais.


O evento vai contar com a participação da ceramista Heloísa Alvim, autora de diversos documentários sobre a arte rodados na França e em várias partes do mundo. Heloísa também já participou de exposições no Brasil, Argentina, Estados Unidos, Holanda, Hong Kong e França. Os documentários apresentados registram os processos de criação e produção de cerâmicas e esculturas de países como França, Peru e China. A ceramista Heloísa Alvim fez a seleção dos vídeos e vai debater sobre eles com os participantes.


"Artesãs de Brumadinho e região participarão do evento, um momento de troca de experiência, diálogo, trabalhos manuais e em especial o trabalho em cerâmica", conta a integrante da diretoria de Inclusão e Cidadania do Inhotim, Juliana Oliveira. Durante a Mostra, que vai acontecer no Teatro do Centro de Educação e Cultura Burle Marx, ceramistas de Brumadinho, selecionados através de um edital, irão expor seus trabalhos para o público presente.


A entrada na Mostra de Cinema de Cerâmica é gratuita para visitantes do Inhotim. A entrada no Inhotim custa R$ 20.


Mostra de Cinema de Cerâmica

Data: 09 de setembro, sexta feira

Local: Inhotim - Brumadinho, MG

Programação:

* 13h - A lição do pássaro 2011 - Leonardo e Heloisa Alvim

* 13h15 - Cerâmica das Minorias Etnicos Du Sul Oeste da China 2009- Lu Bin

* 15h - Ann Van Hoey 2009 - Olga Baerten

* 15h10- Reencontros com a cerâmica da Alemanha 2009- Luc Boury

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Eco Urbanismo


Não é novidade que as nossas cidades vêm crescendo num ritmo absurdamente preocupante. E não falo de uma mudança boa, mas do caos urbano contemporâneo.
Caos, destaco.
desconheço o autor dessa imagem*

Esse crescimento desordenado causa um impacto profundo que, com o passar dos anos se intensifica e se desdobra em outra série de fatores como degradação do meio ambiente, vias congestionadas e estabilização de comunidades em zonas precárias e/ou de risco, o que encarece e dificulta um planejamento adequado.
O excelente livro Eco urbanismo. Entornos humanos sustentáveis: 60 projetos, de Miguel Ruano, faz referência a projetos que contribuíram para a diminuição do processo de degradação urbana, apresentando formas sustentáveis de resolução de problemas acarretados pela má ocupação e falta de projetos específicos.
Ruano coloca em evidência alguns tópicos e vou postar aqui três deles, resumidamente, com meus comentários pessoais. Sugiro que vocês peguem o livro,ou comprem, enfim. Ele vale muito à pena tanto para a área da Arquitetura e Urbanismo, quanto para cidadãos que pensam em um desenvolvimento sustentável da sua comunidade.

Mobilidade: creio eu que um dos maiores problemas da atualidade: deslocar-se. Os carros produzem poluição e congestionamento, além de terem custos altos de manutenção. É necessário um estímulo para que as pessoas possam deslocar-se a pé ou usarem meios de transporte menos poluentes, mas como a maioria não se sente segura para abrir mão do conforto de sair com seu carro para ir num lugar que fica duas quadras adiante, acredito que esse problema só pode ser amenizado proporcionando uma maior sensação de segurança e melhor infraestrutura para que estas possam encontrar prazer durante o passeio.
Neste quesito, the urban brazilian Oscar goes to... Curitiba, que não é perfeita mas tem feito a linha moderninha com um plano diretor completo ( e aprovado).

*Particularmente, adoro Curitiba. Mas acho que falta um "quê" de metrópole pra que ela pareça, realmente, uma capital. Não que isso seja ruim...
Estações-tubo: um dos pontos fortes do planejamento da capital paranaense.
Participação: participação da comunidade é uma das soluções que o autor aborda. Os profissionais arquitetos e urbanistas precisam da opinião e de pesquisas realizadas com os habitantes que serão atingidos através do projeto. Com a colaboração da comunidade, então, pode-se traçar um plano que realmente supra as necessidades locais. A pesquisa será o ponto de partida para a elaboração do projeto para a área.
Um exemplo que deu certo foi na ecocidade de Halifax, situada em Adelaide, Austrália, onde foi realizado um projeto de reurbanização em um terreno contaminado de 2,4 hectares. O projeto faz um mix de desenvolvimento ecológico e urbano, contendo cerca de 400 residências, e utiliza energia solar e reaproveitamento de águas pluviais. Carros estão excluídos do projeto. Todos os percursos são feitos a pé ou de bicicleta e privilegia materiais sustentáveis e eficientes.
Clique aí pra ampliar!

*Não encontrei dados atuais sobre o projeto, apenas essePedido de Suporte ao projeto, que o explica, e esse site australiano sobre Ecologia Urbana, onde há material disponível sobre eco cities.




Revitalização: A maior dificuldade de hoje é encontrar terrenos virgens para colocarmos em prática os conceitos de sustentabilidade. O que se sugere, e o que é realmente necessário, é que passemos a pensar nas soluções para as áreas construídas, em projetos de revitalização e em melhorias no nosso tecido urbano já esgotado.


Seattle é conhecida como a cidade sede da Microsoft e de outras companhias tecnológicas. Mas, além disso, a cidade também obteve o título de Cidade mais Habitável dos EUA e também ocupou o primeiro lugar no quesito Qualidade de Vida. Também se considera Seattle como um modelo de desenvolvimento urbano sustentável desde 1994, quando foi adotado o plano “Towards a Sustainable Seattle” para controlar o crescimento. Como programa inicial foi buscado qualidade de vida, reciclagem e transporte por meio de bicicletas.
Seattle
Quem se interessou por Seattle pode fazer um Tour Virtual, tendo acesso a vários pontos interessantes da cidade.



Às vezes não é preciso uma grande e cara solução para nossa localidade, com pequenos atos e mudanças de hábitos já podemos melhorar, e muito, nossa qualidade de vida.

Se você mora em um dos lugares citados e quer dar sua opinião direta, poste um comentário, será muito bem-vindo!

Feito o post!
Abraços

*se você é o autor de alguma das imagens que postei aqui, por favor reivindique a autoria e eu faço a referência.

*RUANO, Miguel. Ecourbanismo. entornos humanos sustentáveis: 60 projetos. Barcelona: Ed. Gustavo Gili, 1999



sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Circuito das Artes - Jardim Botânico - 2011



Nesta 15ª edição, o Circuito acontece em dois finais de semana: dias 20 e 21 e logo em seguida, 27 e 28 de agosto. Nesse período além de abrir os ateliês do bairro para visitação, acontecerão também, palestras, workshops, oficinas, apresentações musicais e a realização de um monólogo confirmando a vocação do circuito de englobar não somente as artes plásticas, mas toda e qualquer manifestação artística. Um evento que, a cada ano, evolui em qualidade, abrangência e dimensão, como se o oxigênio, o verde e a tranqüilidade do Jardim Botânico fornecessem a inspiração para que esta idéia pudesse crescer.

Durante os quatro dias de abertura dos ateliês, o 15º Circuito das Artes do Jardim Botânico contará com a participação de mais de 90 artistas, num total superior a 50 ateliês e estúdios que estarão abertos de 12h às 20h, com um volume de obras de artes que ultrapassa 9.000 peças de altíssima qualidade.

As exposições dos artistas variam entre pintura, escultura, gravura, aquarela, mosaico, design de móveis, cerâmica, fotografia, desenho, design de jóias, instalações, objetos contemporâneos, tecidos exclusivos para decoração e vestuário, moda, peças utilitárias e acessórios.

Este ano o Circuito terá uma abertura diferente com
VIK MUNIZ fazendo um interessante DEPOIMENTO SOBRE SUA ARTE. No dia 19 de Agosto às 19h no Salão nobre do EAV – Parque Lage – Rua Jardim Botânico, 414. GRATUITO – Distribuição de senhas a partir das 18hs. Tel.: 8860-0846 / 9727-8124.

Outras surpresas nos aguardam no evento como a CYCLOPHONICA PAISAGEM SONORA DO CIRCUITO:

A Cyclophonica Orquestra de Câmara de Bicicletas em parceria com o Circuito das Artes, realizará uma performance, percorrendo as ruas do Circuito, visitando sonoramente vários ateliês e tocando músicas de diversos gêneros, que dialogam com as artes plásticas e com o bairro. Dia: 21 de agosto
Saída: às 15h da esquina das ruas Lopes Quintas e Corcovado Final: às 17h no Largo Otto Lara Rezende (esquina das Ruas Jardim Botânico e Pacheco Leão)
Tel.: 9358-8877 – www.cyclophonica.blogspot.com

Palestras importantes movimentarão o Tablado: “Criatividade” com a participação da atriz e atual Presidente do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Carla Camurati e o psicanalista, José Outeiral, seguida do Monólogo “A Cabeça de Camille Claudel” e a palestra “A Potência Transformadora da Arte” com o físico Luiz Alberto Oliveira e a Artista plástica, Ana Cristina Nadruz – dias 21 e 28 de agosto respectivamente,
às 17:30h.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Evento: 1º Arq!Tour Galerias de Design

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Luminárias de Xícaras

Olá,

Eu sou a Priscilla e este é o meu primeiro post aqui no ArcTecArt. Vou aparecer por aqui com ideias, achados e inspirações de arquitetura e design de interiores – desde teorias sobre o assunto até objetos decorativos e composição de ambientes.

Aliás, quero deixar registrado aqui que estou muito contente em fazer parte dessa equipe. Espero poder acrescentar ainda mais a este site super referência e compartilhar muitas inspirações com os seus leitores.


Luminárias de xícaras



Para começar, que tal um toque de luz na cozinha ou na sala de jantar usando louças do seu próprio jogo de chá?


A divertida ideia pode render um quê especial e retrô ao ambiente ou, até mesmo, criar um ar mais descolado e moderno com a mistura de diversos modelos de louças.


A xícara invertida com um saquinho de chá como interruptor é projeto designer alemão Jan Bernstein e é chamada de Teelight


Também dá pra fazer com copos ou vidros de compotas. Ou ainda com escorredor e cestas.


 

E até inventar e criar abajures no tema das xícaras para a sala de jantar.


Existem também as soluções mais simples, como essas expostas em uma exposição de reciclados em Londres: o uso de garrafas, como fez Yoon Bahk, que utilizou a parte superior das garrafas de vinho para criar o pendente Drunk.


Aqui Lizzie Lee deu uma nova cara para garrafas plásticas de leite, fundindo-as com renda.


Tea Um Kim também utilizou garrafas pet. Elas foram revestidas por meia-calça e transformam-se em luminárias.

 

Reutilizar e inovar, esse conceito é mais que atual.
Até a próxima!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More